Dicas do que ver e fazer na cidade de el Calafate, Patagônia argentina

A cidade de el Calafate é bem pequena, tipo cidade do interior com uma única avenida principal, a Avenida del Libertador, e facilmente explorável a pé. Há boas ofertas de restaurantes e lojinhas de souvenirs. Há um mercado razoável, o La anonima e não é necessário usar transporte público para se locomover dentro da cidade.

Pra você não ficar no escuro, eu vou listar alguns estabelecimentos e lugares que você pode ir numa boa, com preços convidativos e atrações bem legais.

Onde comer:

Restaurante: la lechuza e la lechuzita. Ficam na avenida principal da cidade. Servem pratos variados em porções individuais e caprichadas além de pizzas. Valores justos.

 

 

10747000_728348300585728_1922369413_o image-9

image

Chocolates: Dulce lugar : chocolates caseiros e gostosos além de terem embalagens para presentes bem bonitas. (fico devendo as fotos…)

Ovejitas da Patagônia: sorvetes artesanais maravilhosos! Doce de leite, geleia de calafate e chocolates muito gostosos!  Vale a pena dar uma passada para tomar um sorvete e levar uns chocolatinhos de lembrança.

image-5

 

Tito gelados & café : um sorvetinho artesanal vai bem até com 5 graus lá fora, né não?!

image-12 image-10 image-3 image-6

 

 

Para comprar água e lanches em geral vá ao mercado  La Anonima, fica numa esquina logo no começo da Avenida del Libertador

 

Onde ficar: numa cidade tão pequena, pra mim não faz sentido ficar em um hotel distante do centro. Escolhemos a hosteria austral e foi muito bom.

el-calafate-126

 

Passeios pela cidade: Laguna Nimez e Glaciarium. São dois passeios que podem ser feitos em um único dia e são bastante proveitosos e diferentes.

el-calafate-289 el-calafate-330

 

Dinheiro: tive problemas sérios com meu cartão de crédito que não permitiu fazer saques nos bancos. Em nenhum deles. Em alguns estabelecimentos pagamos com Reais, em outros com cartão de crédito. Pelos problemas que tivemos, eu sugiro que você leve dólares em dinheiro. Calcule uma média de 60 dólares por pessoa/dia. Troque Pesos no hotel para pagar a entrada no parque dos Glaciares e na Laguna Nimez. O dólar é extremamente valorizado e bem vindo no comércio. Fora o hotel, prefira pagar tudo em dólar e deixar o cartão de crédito que cobra IOF a cada compra, guardado na carteira.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: