Minha experiência viajando de ônibus pela Europa, mais especificamente na Espanha.

Todo mundo fala de vôos low cost, de trens e seus passes baratíssimos pela Europa e de um modo geral, fala como é fácil se locomover dentro de um país ou por vários países pela Europa.

Eu já viajei low cost, já viajei de trem, mas quer saber? Foi de ônibus que eu mais gostei. É claro que a rapidez de aviões e trens nem se compara, os preços também podem ser bastante atrativos, mas viajar de ônibus fez com eu pudesse ver paisagens e seus detalhes que, em outros meios de transporte isso não seria possível.

Rodei muitos quilômetros em ônibus de turismo por conta de pacotes de agência e já rodei outros vários quilômetros por conta própria e é sobre essa experiência que quero dividir. De repente, você estará na Europa com tempo disponível para viajar dessa forma e eu te digo que pode ser uma viagem muito proveitosa.

Estávamos em Madri e com planos de ir a Granada conhecer as construções mouras. Depois seguiríamos para Barcelona, mas aí foi de avião porque a distância era bem razoável.

Granada fica ao sul da Espanha, distante cerca de 450 quilômetros de Madrid. O que dá em torno de 6 horas de viagem. Pois bem, decidimos que iríamos para lá de ônibus. Boas estradas, bom tempo, ônibus muito bons, enfim, tomada decisão tínhamos que comprar as passagens.

Pelo site da empresa Alsa era possível comprar os bilhetes de ônibus. Era, porque não conseguimos, tentamos aqui no Brasil, tentamos lá em Madrid mas não deu. O que não era um grande problema porque o site nos deu as coordenadas para ir a rodoviária e comprar os bilhetes. Como Madrid possui mais de uma rodoviária que tem ônibus com direção a Granada, escolhemos uma que ficava perto da estação de metrô, não era perto do hotel, mas a locomoção de metro facilitava muito. A estacion Mendez Álvaro ou Estacion Sur saía dentro da rodoviária de mesmo nome. Fomos lá comprar as passagens. Fácil, fácil. Era só procurar o guichê com o nome Granada entrar na fila, escolher os assentos, pagar e pronto! Lembro que na época as duas passagens custaram em torno de 30 Euros.

Com as passagens na mão, no dia da viagem, saímos cedo do hotel para pegarmos o metrô e chegarmos com antecedência na rodoviária, só que a desatenção nos levou para o outro lado de Madrid e quando demos conta, estávamos a 20 minutos da partida do ônibus e na outra ponta da cidade, absurdamente longe da rodoviária… Não teve jeito, saímos do metrô e pegamos um táxi, por sorte como era sábado, o trânsito estava tranqüilo e chegamos na hora exata da saída do ônibus. Fomos os últimos a embarcar, mas felizmente deu tempo.

Os dias estavam lindos e quentes, a paisagem ao longo da viagem ia mudando consideravelmente, a vegetação nos arredores de Madrid é seca, amarelada, sem graça, mas a medida que íamos descendo para o sul a vegetação ia ficando mais rica, mais colorida e o clima também ia ficando mais quente.

O ônibus era super confortável, as estradas muito bem conservadas e o sistema impecável de amortecimento do veículo nos dava uma estabilidade incrível.

Foram feitas duas paradas, a primeira no meio do nada, em uma lanchonete de beira de estrada, compramos  água e esticamos as pernas, mas as moscas não deram trégua e não esperamos passar os 30 minutos da parada, voltamos logo para o ônibus.

A segunda parada, eu não lembro direito, pois estava tirando um breve cochilo… Só lembro que era em um vilarejo e vários passageiros por lá ficaram.

Chegamos em Granada à tarde, na hora do rush mas a localização da rodoviária era boa, pegamos um táxi e em 10 minutos, eu acho, estávamos no centro da cidade e na porta do hotel. Bem diferente da volta, que pegamos um ônibus municipal que nos deixava no aeroporto, distante uns 40 minutos do centro da cidade.

Bom, se você tem tempo e pouco dinheiro (essa relação de pouco dinheiro e tempo sobrando pode dar muito certo), viajar de ônibus pode ser uma ótima opção. As rodoviárias de Madrid são bem localizadas, com estação de metrô nas proximidades. Inclusive saem ônibus para diversas cidades diretamente do aeroporto de Barajas. O valor pode sair bem abaixo das passagens de avião e até de trem. Os veículos são muito bons, novos, limpos e confortáveis.

A imagem está horrorosa porque foi tirada com o celular e com o ônibus em movimento mas é para mostrar a bela paisagem do Vale Nevado nas proximidades de Granada

A ALSA não cobre toda a Espanha, mas a malha rodoviária é bem completa e outras companhias você pode pesquisar nesse site aqui.

Boa viagem.

8 thoughts on “Minha experiência viajando de ônibus pela Europa, mais especificamente na Espanha.

  • 10/07 at 9:29 pm
    Permalink

    Fiquei escandalizado, com a organização das rodoviárias, Comprei pelo site da Alsa, funciona bem e aceita paypal. Na passagem dizia uma plataforma, no display da rodoviária dizia outra, no balcão de informações diziam uma terceira, e o onibus acabou parando numa quarta. No aeroporto de Barajas, também é outra bagunça, e não há ninguem para dar informação, os onibus param como se fosse na rua. O onibus chegou atrasado, o motorista mal educado queria sair rápido e não deixou minha esposa levar uma maleta de mão, com todos os pertences na parte de cima. Só melhorou o atendimento quando minha esposa o chamou de “male educado” Para barcelona fomos no onibus comum, os bancos são tão apertados como os de uma avião, (colocam quase 60 poltronas num onibus que no Brasil tem apenas 46) . Na volta viemos com o Supra, pouca coisa melhor e mais caro, Possuia wifi, menos ruim né. Para Lisboa não existe o tipo “supra”, são onibus velhos, barulhentos, e apesar de vc escolher a poltrona na hora de comprar o bilhete, na hora de entrar no onibus vale o que vc. pegar primeiro. A Rodoviária Vasco da Gama em Lisboa. é grande até demais, e bagunçada também, mas o que ajuda é que existe um shoping e um grande mercado anexo. Não uitilizei os trens, pois na alta temporada, só comprando com uns tres ou quatro dias de antecedência, mas não ouvi bons comentários também, e os preços estavam abusivos. Não pense que por ser europa os transportes são bons, em compensação o transporte coletivo é muito bom, inclusive com wifi . Depois de conhecer a estação Tietê em São Paulo, as outras não chegam nem perto. Isso em termos de Espanha.

    Reply
  • 22/04 at 11:36 am
    Permalink

    Oi Juliana! Estava pesquisando sobre viagens de onibus pela Europa e achei voce. Tenho umas perguntinhas… voce acha que pode ser perigoso para uma moça viajando sozinha ir de Lisboa a Madri nesses onibus da Alsa? Outra dúvida, será que esses descontos que aparecem no site também sao válidos se comprarmos a passagem no guiche (eu tb estava pensando em comprar com antecedencia pelo site, mas ja que voce esta falando que tentou e nao conseguiu…)?
    Obrigada pelas informações no post e desculpa a amolação!
    Abrs,
    Suelen.

    Reply
    • 24/04 at 7:33 pm
      Permalink

      Olá Suelen, obrigada pela visita! É seguro sim viajar de onibus pela Alsa. Quanto aos descontos eu não sei se valem para compra no guichê, mesmo com cartão internacional não consegui comprar pelo site, me lembro que na época foi o mesmo valor do site, aliás, um preço bem convidativo.
      abs, Juliana.

      Reply
  • Pingback: Alhambra, Granada. | Viajante Remediado

  • 23/08 at 12:27 am
    Permalink

    Oi Juliana
    Estou de acordo. Ônibus é uma boa pedida mesmo. Já rodei muito de ônibus por aí: Chile, Argentina, Uruguai, EUA, Canadá, China…
    Para mim o melhor lugar foi o Reino Unido, onde os ônibus e as estradas também são muito bons e na maioria das vezes é mais barato que ir de trem.
    Já na Bolívia e no Peru é um pouco complicado. As paisagens são fantásticas e é muito barato, mas algumas estradas são ruins, algumas companhias são ‘desaconselháveis’ e os protestos que fecham estradas não são raros… Mesmo assim, com um pouco de espírito viajante, ainda vale a pena!
    Parabéns pelo blog. Está bem legal.
    Abraço

    Reply
    • 23/08 at 9:29 am
      Permalink

      Olá Arnóbio! Realmente, viajar de onibus é uma experiência bem legal, só temos que tomar certos cuidados, especialmente na América do Sul. Mas na Europa, de um modo geral, é muito tranquilo e barato.
      Que bom que está gostando do blog!
      abraços, juliana.

      Reply
      • 16/02 at 1:34 pm
        Permalink

        Adorei viajar de GIJON a Santiago de Compostela, um visual, amei.

        Reply
        • 17/02 at 1:31 pm
          Permalink

          Bom demais, né!? 🙂

          Reply

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: