O Vaticano e seus Museus

Não. Não vá ao Vaticano visitar a Capela Sistina e os museus com um guia de excursão. Essa é a primeira dica que eu te dou. Ah, mas você acha que vai ficar meio perdido, não vai se achar lá dentro porque não entende nada de arte, que vai ser uma chatice se não tiver um guia te explicando tudo? Eu te digo por experiência própria, uma das piores coisas que podem acontecer numa viagem é não ter o direito de escolha. E foi isso que aconteceu na minha visita ao Vaticano.

Não consegui comprar ingressos on line  porque não havia mais disponibilidade para o dia em que eu estaria lá, também não tinha tempo para encarar as filas que são longas, muito mais longas do que aquelas famosas filas do Louvre ou do Prado no verão.

Comprei uma excursão por 54 Euros… Bom, não enfrentei filas, é verdade mas posso te dizer que praticamente corri a meia-maratona de Roma com a guia.

O complexo do Vaticano é muito maior e mais rico em acervo e patrimônio construído do que imaginamos, a maioria das pessoas pensam que o ponto alto é a Capela Sistina, de fato é. Entretanto, as galerias, salões e corredores que compõem toda a área expositiva do Vaticano é tão interessante e tem tanta coisa pra ver que a minha frustração em não ter podido ver tudo que me interessava com calma vai demorar a passar…

Mas vamos aos detalhes práticos. Você vai visitar a cidade de Roma e quer conhecer o Vaticano, a Capela, a Basílica e a Praça de São Pedro etc e tal. Compre com bastante antecedência o ingresso aqui. O site esta disponível em italiano e inglês. Esteja na hora e no dia marcados no bilhete, ele só é válido para aquele período, não dá pra remarcar.

Na minha humilde opinião, é muito melhor fazer uma visita individual com, no máximo, um audioguide do que com um guia contratado para um grupo grande. Por diversos fatores: o Vaticano raramente está vazio ou com pouca gente, normalmente ele é lotado, com filas e pessoas se aglomerando em frente as principais obras, especialmente se você estiver por lá na alta temporada. Por esse motivo, quando uma determinada sala estava muito cheia (no meu caso, praticamente todas), a guia passava com uma rapidez que eu não conseguia parar para ver nada. Uma tristeza…

Na sala das tapeçarias, uma das minhas preferidas, não pude ver em paz nenhuma obra. Muita gente passando e a guia gritando no fone de ouvido que tínhamos que ir porque não havia muito tempo… Muito tempo?? Isso às 11 horas da manhã… Como ela fazia um esforço sobre-humano para manter o grupo concentrado e unido, praticamente o tempo todo era pedido para que ninguém se distanciasse dela. Deixar a gente ver as obras que era o objetivo, pra que???

A correria, digo, a visita seguia em alta velocidade até que chegamos no ponto alto: a Capela Sistina. Lotada, lotada mesmo. Pensei: terei um tempo para contemplar as obras de Michelangelo. Tá, tá bom. Com seguranças histéricos gritando o tempo todo no photo, no photo!! e ninguém dando a mínima pra eles, eu tentei e consegui! Fiquei quase 10 minutos lá dentro!! Perdi a guia de vista mas não podia deixar de ficar alguns minutos olhando para aquele teto e admirando uma obra que meu vocabulário não consegue descrever…

Depois disso, encontrei a guia lá na Basílica de São Pedro perto da Pietá. Que escultura linda! Mas depois de ver a Capela, fiquei com a impressão que nada mais poderia ser mais impactante.

A correria seguiu até a guia reunir todo mundo na entrada da Basílica, agradecer a compreensão e desejar um lindo dia em Roma.

O grupo percorreu todo (que não é pouco) circuito expositivo, a Capela e a Basílica em menos de 2 horas!!

viajante remediado não recomenda comprar uma excursão com guia local para o Vaticano, além de ficar muito mais caro, não vale a pena passar por obras tão importantes só por passar.

Adquira seu ingresso com antecedência, monte seu roteiro particular com o que te interessa ver e vá. Sem filas, sem correria.

Vale muito a pena, de verdade. Provavelmente você irá a Roma e não verá o Papa mas visitando o Vaticano, estará bem pertinho dele. E da maior obra de todos os tempos: a Capela Sistina.

One thought on “O Vaticano e seus Museus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: