Viajando sozinha pelo Irã

 Muitas pessoas, certamente a maioria, pensarão que o Irã é um local perigoso para viajar. Vem à memória as imagens dos barbudos assaltando a embaixada dos EUA e depois a intolerância religiosa e o ódio aos estrangeiros, especialmente aos cristãos. Parece ser então um país a evitar, certo? Engano seu!

A Hospitalidade Iraniana

Os iranianos são na verdade um dos povos mais hospitaleiros do Mundo. Eles adoram estrangeiros. Talvez por saberem como o seu país está sendo pintado no mundo afora, fazem questão de demonstrar que a realidade está bem distante da mensagem passada nos mídia ocidentais.

003

É comum o estrangeiro que, ao  caminhar pelas ruas de uma cidade iraniana abordado por locais que falam como podem, um inglês de pouca qualidade, com mil e uma perguntas, tipo: O que está achando do país? Tudo está correndo bem? O que já visitou e o que mais pretende conhecer? Mulher ou homem, não vale a pena ter receio. É pouco provável que se trate de algum truque. Os iranianos têm um interesse genuíno na opinião que os estrangeiros formam do seu país e fazem tudo para que seja favorável.

E não raro, convidam os viajantes para ficarem em sua casa. Sem malícia, é boa hospitalidade mesmo, por estranho que pareça às mentes ocidentais.

E as Mulheres?

Não há como abordar de outra maneira: a cidadania da mulher iraniana é considerada de segunda classe. Os seus direitos legais são menores, apesar de poderem votar. Mas a lista de discriminações é imensa. Isso pode se complicado  mas do ponto de vista da mulher estrangeira que visita o país, as coisas são melhores. São tratadas com respeito pelas autoridades e pelas pessoas comuns, e apesar de terem algumas obrigações podem, geralmente, usufruir da experiência de visitar o Irã sem problemas.

005

Claro que como em qualquer país, Irã ou Brasil, França ou África do Sul, vai sempre haver um “engraçadinho-sem-noção” que vai assediar, sussurrar frases suspeitas, seguir por um bocado. Mas são casos isolados. A regra é o respeito.

004

 

As Exigências

Apesar de também os homens não poderem andar no Irã livremente – short e bermudas são proibidos, por exemplo – as mulheres sentirão mais as restrições, talvez por colidirem de forma mais frontal com os valores culturais habituais no “nosso mundo”. E o símbolo principal destas exigências é o “hijab”, o lenço que deverá cobrir a cabeça das mulheres – estrangeiras ou não – em todo território iraniano.  Naturalmente  mostrar qualquer parte das pernas está fora de questão. Na prática a mulher deverá vestir-se por completo, deixando coberto todo o seu corpo e cabeça. E nada de roupa justa. As formas femininas deverão ser disfarçadas quanto possível. Como se estivesse num país muito frio.

001

Segurança

Estas são as boas notícias: o Irã é dos países mais seguros do mundo, pelo menos nos locais onde os turistas usualmente andarão. Claro que existem criminosos, e sub-mundos. Mas funcionam noutros universos e o estrangeiros estará sempre em total segurança. É portanto seguro para uma mulher que deseje viajar sozinha, desde que esteja disposta a sujeitar-se às regras de indumentárias indicadas             .

É verdade que a pressão da ignorância é enorme. Quase todas as pessoas que conhecemos vão pensar que viajar ao Irã e loucura. É essa a mensagem que os mídia têm transmitida durante décadas, vá-se lá saber porquê. Mas se procurarmos a verdadeira informação, por exemplo, lendo artigos de bloggers que tenham visitado o país compreendemos até que ponto a manipulação informativa chegou. E percebemos que para uma mulher visitar o Irã a solo é tão adequado como fazê-lo em qualquer país europeu, desde que esteja disposto a vestir-se segundo os costumes locais, aliás, de forma mais branda.

 

002

Serviço:

Como ir: Quase todos os viajantes chegam ao Irã voando até à sua capital, Teerão. Pode consultar na Rumbo quais os voos mais econômicos para o Irã. A rede de transportes públicos no país é excelente e ninguém terá dificuldade em explorar o Irã depois de lá se encontrar.

Quando ir: O Verão – entre Junho e Setembro – é muito quente. O melhor é ir logo depois ou mesmo antes. O clima é mais ameno e também são as épocas em que existem mais turistas.

 

Post escrito em colaboração com Ricardo Ribeiro, Rumbo.pt.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: